25 de agosto de 2017

Política da ilusão ou desilusão pública?


por Douglas Weege

O cenário não é dos melhores. Os atores não são os mais queridos. A plateia é a mais cética possível. Descrever a realidade política brasileira requer metáforas e ilustrações, o que pode não ser ideal, mas, ao menos, didático. O sentimento de decepção e desilusão dominam a esfera pública. A tentativa de encantar e iludir os decepcionados paira a alma dos governantes. Política da ilusão ou desilusão pública? Quem tem se fortalecido afinal?

30 de maio de 2017

Maquiavel, breve contexto histórico


por Douglas Weege

"A partir de 1434, Florença foi submetida ao poder da família Médici, que eram os  maiores banqueiros da cidade e estavam entre os mais importantes da Europa" (PINZANI, 2005, p. 10). Vale ressaltar que, no ano de nascimento de Maquiavel (1469), a família Médici detinha o controle público, mas não oficial, da cidade-estado já há 35 anos. Como salienta Pinzani (2005), "embora os Médici não tivessem tomado diretamente a direção do governo, eles criaram uma verdadeira ditadura familiar, buscando juntar no seu sistema de poder outras famílias importantes da cidade".

9 de maio de 2017

A República - Livro I

Resultado de imagem para platao desenho

por Douglas Weege

A República, obra mais pretensiosa de Platão, segundo Roberto Bolzani Filho, começa, em seu Livro I, com o diálogo entre Sócrates e Céfalo acerca do que se podia aprender com a velhice. Céfalo, o personagem avançado em idade, argumenta que devido a proximidade com a morte e pelo temor com aquilo que os poetas falavam a respeito do Hades, sua atenção voltava-se para com as injustiças que havia cometido ou a tentativa de não mais cometê-las. O que, ao final da vida importa, é perceber se levou uma vida com sabedoria e justiça.